A caixa de som ativa (ou caixa de som amplificada) oferece uma alta qualidade de som, superior aos demais modelos. Além disso, como ela leva o amplificador integrado na caixa, permite que você dispense um sistema de amplificação externo. Anos atrás, seu alto preço a tornava fora do alcance do público em geral.

No entanto, ultimamente têm surgido modelos a preços muito mais acessíveis. É claro que, para adquirir alguns, é importante que você tenha em mente que uma ampla variedade de opções está atualmente disponível no mercado e que cada uma delas oferece benefícios diferentes.

O mais importante

  • A caixa de som ativa é um equipamento que não exige um amplificador, pois tem seus próprios integrados nela mesma. Desta forma, ela pode ser conectada diretamente à fonte de áudio.
  • Em geral, a construção e o design dos transdutores ou drivers, os filtros de frequência, a caixa acústica, o isolamento sonoro interno e a forma da caixa influenciam na qualidade do som da caixa.
  • A caixa de som ativa conta com muitas aplicações. Entre elas, especialmente, suas aplicações profissionais. Em geral, eles são frequentemente usadas por engenheiros de som, DJs ou produtores de som.

Ranking: As melhores caixas de som ativas do mercado

Abaixo, apresentamos a classificação que elaboramos com o que consideramos serem as cinco melhores caixas de som ativas disponíveis atualmente. Preparamos de uma forma variada, ainda que sempre selecionemos produtos de marcas de ponta e com boa relação custo-benefício.

1º – Caixa de som ativa JBL EON615

A nova caixa de som ativa da JBL EON615 é um verdadeiro avanço em tecnologia. Desenvolvida especialmente para entregar o melhor som em qualquer aplicação portátil, conta com conectividade bluetooth, não apenas para reprodução de som, mas também para equalização.

A essa caixa amplificada fornece a última geração de tecnologia em materiais, acústica e transdutores, para uma fácil utilização com qualidade extraordinária, totalmente profissional e altamente versátil.

2º – Caixa de som ativa Multilaser SP293

Popular no mercado brasileiro por entregar aos consumidores produtos de última tecnologia a preços mais baixos, a Multilaser também está no mercado das caixas acústicas amplificadas — e com custos mais em conta.

O modelo SP293, de 8 polegadas, conta com 80W RMS e conexão Bluetooth para você conectar seu dispositivo e escutar suas músicas favoritas com excelente qualidade e potência, rádio FM, entrada auxiliar e cartão SD, além de um microfone para a galera se divertir no karaokê.

3º – Caixa de Som Ativa Fal IQ 15 Turbosound

Se você está procurando um produto de ponta e pode investir um pouco mais para obter a melhor qualidade, analise a caixa de som ativa IQ15 da Turbosound.

Esse modelo possui um alto-falante de 15″ 2 vias, potência de 2500W, tecnologia de processamento de sinal digital Klark Teknik para controle total do sistema.

4º – Caixa de Som Ativa Lexsen Lsx-15a

A LSX-15A é uma caixa de som ativa com equalizador de 2 bandas que auxilia na equalização, e conector Speakon para alimentação de uma caixa passiva. Possui entradas XLR e P10 (TR), entrada de linha XLR e RCA, saída de linha XLR e P10 (TR) e entrada USB e SD Card.

Essa caixa da Lexsen ainda dispõe das funções MP3 Player, conta com um display de LCD, receptor de sinal FM, função de Bluetooth para transferência e reprodução em tempo real de arquivos em MP3, controle remoto que possibilita o controle de músicas e volume a distância, entradas em USB e SD Card que permitem a maior flexibilidade e compatibilidade de arquivos de áudio.

5º – Caixa de Som Ativa Slim JBL SW8A

Com formato diferente das tradicionais, a nova caixa de som amplificada da JBL Selenium SW8A-S se destaca por seu design compacto e vai te proporcionar os resultados que tanto quer em relação a potência e eficiência. Ela possui um subwoofer de 8 polegadas, super compacto, podendo ser instalada até embaixo de bancos. O modelo conta com 3 canais, 1 possuindo 150W Rms e 2 possuindo 55W Rms.

Com perfil discreto e performance que surpreende até mesmo os mais engajados em sons automotivos, a nova caixa SW8A-S conta com dois radiadores passivos que elevam a resposta de graves em mais de 3dB em relação a sua antecessora.

Guia de Compras: O que você deve saber sobre a caixa de som ativa

Se você pretende adquirir uma caixa de som ativa, é essencial considerar vários problemas importantes. Nem todos os dispositivos oferecem os mesmos recursos ou são projetados para os mesmos usos. Por este motivo, nesta seção, propomos esclarecer as principais dúvidas que possam surgir no processo de compra.

Imagem de homem editando áudio.

São recomendados para diferentes aplicações profissionais, uma vez que a qualidade do som que oferecem é claramente superior à do equipamento passivo. (Fonte: Dmitrimaruta: 51167810 / 123rf.com)

O que é exatamente uma caixa de som ativa?

A caixa de som ativa, também chamada de caixa de som amplificada, é aquela que não precisa ser conectada a um amplificador porque ele já está integrado na própria caixa. Geralmente são compostas de um tweeter para altas frequências, um woofer para baixas frequências e, claro, também de seu próprio amplificador. Desta forma, podem funcionar de forma independente.

Quais as vantagens e desvantagens de uma caixa de som ativa?

Usar uma caixa de som ativa é muito fácil. Basta conectá-la a um dispositivo de saída e pronto. Além disso, ela oferece uma melhor qualidade de som e, para o mesmo nível de potência, seu consumo é menor do que o de uma passiva. Por outro lado, seu preço é mais alto e ela é mais pesada, pois possui mais elementos internos.

Vantagens Desvantagens
Ela não precisa de um amplificador. Apenas a conecte à eletricidade e ao dispositivo que deseja transmitir, estará pronta para funcionar. Assim, uma caixa de som ativa entra em operação de forma muito mais rápida que o equipamento passivo

Oferece melhor qualidade de som do que uma caixa de som passiva. Além disso, costumam reproduzir um som muito mais neutro

É possível usar filtros mais abruptos. Isso impede que os transdutores recebam sinais de frequência que estão fora de sua faixa de operação porque não foram suficientemente atenuados

O design dos amplificadores é feito especificamente para as características do transdutor ou da caixa

Para o mesmo nível de poder, seu consumo é menor que o de um passivo

Tem um sistema de refrigeração para evitar o superaquecimento e danos

Tem uma infinidade de entradas e saídas, mesmo para conectar em série outros sistemas de amplificação (sempre ativos)

Seu preço é maior do que o de equipamentos passivos

É mais pesada, pois tem mais elementos internos do que uma passiva

Se você usá-la em grandes eventos em espaços abertos, pode ter problemas com eletricidade. O motivo é que cada dispositivo ativo precisa se conectar individualmente

Para quem é recomendável comprar uma caixa de som ativa?

Você pode querer comprar uma caixa de som ativa caso queira criar um homestudio. É uma opção muito interessante se você quiser começar a produzir sua própria música em casa. Ela também é muito indicada para quem precisa de equipamentos para tocar música em ambientes onde você não tem um amplificador.

Naturalmente, é recomendada para diferentes aplicações profissionais, uma vez que a qualidade do som que oferece é claramente superior à do equipamento passivo. Desta forma, ela é ideal para engenheiros de som, bem como para produtores de música ou DJs, especialmente os equipamentos de maior alcance.

Quais tipos de caixa de som ativa existem?

As caixas de som ativas são classificadas em três grupos: de alcances baixo, médio e longo. Na tabela a seguir, você pode ver seus principais recursos organizados em várias categorias. Dessa forma, poderá ter uma ideia mais clara de quais são suas diferenças.

Características Alcance baixo Alcance médio Alcance longo
Tamanho Geralmente muito pequeno Costuma ser maior e sua faixa de frequência mais ampla Seu tamanho é muito maior. Em geral, elas são equipamentos fixos, que são frequentemente embutidos na parede
Uso principal São usadas em salas pequenas ou médias Podem ser usadas para diferentes usos, tanto domésticos quanto profissionais. Também pode ser colocadas na parede Projetadas para uso em estúdios profissionais. Elas têm uma gama de frequências que podem cobrir a maioria das frequências do ouvido humano
Preço Em geral, são as mais econômicas, por isso não exigem um investimento financeiro muito alto Seu preço é mais alto do que as de baixo alcance, mas não se tornam tão caros quanto os de longo alcance Seu preço é bem mais alto, uma vez que são equipamentos para uso profissional
Potência Não oferecem potência muito alta Sua potência é superior aos de baixo alcance Atingem níveis de potência consideravelmente altos
Woofers Normalmente contam com woofers de 4 a 6 polegadas Têm woofers de 7 a 10 polegadas Têm woofers de 7 a 10 polegadas

Que fatores influenciam na qualidade de áudio da caixa de som ativa?

Em geral, a qualidade do som da caixa ativa influencia uma série de fatores. O primeiro e mais importante é a construção e design de transdutores ou drivers. Outro fator fundamental são os filtros de frequência. O próximo aspecto cuja influência é fundamental é a caixa acústica e, mais especificamente, os formatos e materiais que a compõem.

Normalmente, o material utilizado é uma madeira de densidade média. De qualquer forma, em equipamentos de baixo custo é comum encontrar caixas acústicas construídas com plástico. Por fim, o isolamento acústico interno e a forma da caixa também têm uma influência importante no som dos defletores.

Imagem de amplificadores de som preto.

Muitas caixa de som ativa possuem seu próprio sistema de equalização. (Fonte: Aleksanderdn: 79943898 / 123rf.com)

O que preciso saber ao usar uma caixa de som ativa?

Em primeiro lugar, é importante lembrar que, sempre que for alterar as conexões, você deve desligar a caixa para evitar que sejam danificadas. A fiação é outro aspecto que você deve ter atenção. Muitas vezes não é dada a importância que tem. No entanto, se não for adequada, pode causar problemas.

O ideal é que se use cabos específicos para alto-falantes. Além disso, é importante que eles não sejam nem apertados nem dobrados. Da mesma forma, é melhor não conectar as caixas de som ativas a uma faixa à qual você também conectará outros dispositivos. Assim você evitará que apareçam possíveis ruídos elétricos.

Critérios de Compra

Depois de tomar a decisão de comprar uma caixa de som ativa, é importante levar em consideração uma série de critérios de compra. Para facilitar, preparamos uma lista das que consideramos mais importantes. Esperamos que te sirva de guia para encontrar o produto com melhor custo-benefício.

  • Uso que você vai fazer delas
  • Potência
  • Tamanho
  • Conectividade
  • Equalização
  • Marca

Uso que você vai fazer delas

A primeira pergunta que você deve se fazer quando for comprar uma caixa de som ativa é em relação ao uso que será feito. Você não precisa do mesmo equipamento para ouvir música em casa do que para um uso profissional. Para o primeiro caso, uma caixa de som ativa mais em conta já era suficiente.

Para trabalhos profissionais, aí sim deverá comprar um equipamento de alta qualidade. Além disso, você também deve considerar qual será o lugar em que a caixa ficará.

Herbert Von KarajanDiretor de orquestra

“Depois de ouvir qualquer composição gravada com mídia digital, a beleza do som é tão grande que você não tem escolha a não ser fazer isso com todas.”

Potência

A potência, medida em watts (W), indica a carga máxima que a caixa pode suportar antes que o som comece a distorcer. Dos diferentes tipos de potência, o que você deve tomar como referência é o que indica a potência nominal ou RMS, já que é aquele que indica de qual valor o equipamento está completamente danificado.

Se você precisa de uma caixa de som para espaços pequenos, um dispositivo com 300 W de potência será suficiente. Por outro lado, para espaços amplos ou shows, você deve pensar em caixas com pelo menos 600 W. Claro, tenha em mente que mais potência significa mais consumo de energia.

Caixas de som profissional.

É importante lembrar que, sempre que for alterar as conexões, você deve desligar as caixas para evitar que sejam danificadas. (Fonte: Aleksanderdn: 50024313 / 123rf.com)

Tamanho

O tamanho do equipamento que você precisa dependerá do uso que você vai fazer dele e do lugar onde você vai usá-lo. O mais comum é encontrar equipamento de 10″ e 12″. No entanto, a verdade é que, para uma pequena sala, você terá o suficiente com alto-falantes de 8″. Equipamentos maiores podem chegar a 15″.

Conectividade

Ao pensar em comprar caixas de som ativas, é importante considerar as opções de conexão que elas oferecem. Em particular, é importante que tenham uma conexão sem fio, tanto por Bluetooth como por Wi-Fi. E nesse sentido, você deve se informar sobre quais padrões aceitos de cada uma.

Talvez também possa ser interessante ter portas USB para conectar pendrives, HD portáteis e leitores de cartões SD e micro SD.

foco

Lembre-se, se for necessário usar um microfone, você precisa ter um conector de 6,3 mm ou uma conexão XLR, pois eles são os mais comuns para esse uso.

Equalização

Muitas caixas de som ativas possuem seu próprio sistema de equalização. Em geral, se elas têm isso, acaba sendo um sistema básico que normalmente localizado na parte traseira dela. No entanto, pode ser uma opção interessante se você não quiser depender de um sistema externo.

Caixas de som potentes.

Você deve escolher o tamanho das suas caixas, dependendo do uso que você vai fazer delas. (Fonte: aleksanderdn: 50024314 / 123rf.com)

Marca

Não há dúvida de que adquirir um caixa de som ativa de uma das marcas mais prestigiadas é garantia de qualidade e bom atendimento ao cliente. Neste sentido, alguns dos principais fabricantes disponíveis no mercado brasileiro são JBL, Behringer, Yamaha, Bose e Frahm.

Para equipamentos domésticos, a Multilaser, popular em tantos outros dispositivos eletrônicos, também é muito procurada por consumidores com um baixo orçamento.

A JBL é uma marca americana que vem se destacando no mercado de alto-falantes há alguns anos. A Behringer, por outro lado, é uma marca alemã com grande prestígio. A Yamaha é uma referência no setor, com qualidade garantida.

Resumo

As caixas de som ativas ou amplificadas são usadas em ambientes profissionais e domésticos. Sua principal vantagem está no fato de terem o amplificador integrado no próprio equipamento. Além disso, oferecem qualidade de som superior. Naturalmente, seu preço é maior do que o de alto-falantes passivos.

Se quiser comprar uma caixa de som ativa, a primeira coisa que você deve considerar é o uso que será feito dela. Claro, você também precisará levar em conta outros critérios de compra importantes, como potência, tamanho, opções de conectividade e marca. Felizmente, nos últimos anos, seu preço vem caindo consideravelmente.

Gostou desse Guia? Comente como esse artigo te ajudou a escolher uma caixa de som ativa ou compartilhe com seus amigos nas suas suas redes sociais.

(Fonte da imagem destacada: Aleksanderdn: 50024304 / 123rf.com)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
49 Voto(s), Média: 5,00 de 5
Loading...